terça-feira, 14 de junho de 2016

Desconstrução


Desconstrução

Rodas coladas no sapato
Sem-Pernas sem pressa
sem pé nem cabeça
de corpo presente
solvente
ausente
Gato
sapato sem sola
Pedro Bala pedro cola
pedro esmola pedro amola
Pirulito de sapateiro
pedro penseiro cheirando
e cheirando e cheirando
e cheirando a festa e cheirando a sorte
cheirando descola do chão

dentro da garrafa o mundo é mais suave
dentro da garrafa a avenida é dele

fora da garrafa emerge da margem
do coração da acumulação de capital
humilhação acumulada no coração menino
flutua no cartão postal da capital
desafia a metrópole
desafina o coro
tira fina do corpo
quase voa pelos ares
enquanto voa com os ares
da sua adrenalina engarrafada

surfista de ondas de concreto
meia volta, volta e meia, Volta-Seca
capitão da areia da ampulheta
astronauta pisando seu próprio planeta
acrobata que você finge que não vê
tropeçando no céu
aspirando sua fuga
aspirante a notícia de morte sem nome
matéria desimportante
menor
“menor cheirando cola
atravessa a Avenida Paulista de patins
atrapalhando o tráfego”


(poema de Lucas Bronzatto sobre foto de Tiago Pezzo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário